sábado, 29 de agosto de 2015

ATOS PARA A SAGRADA COMUNHÃO

BREVES ATOS PARA A SAGRADA COMUNHÃO


DESEJOS DE COMUNGAR.

Ó meu Deus! Quem me dera os desejos de todos os santos e santas, que com os mais fervorosos afetos têm desejado comungar! Os de Santa Marta para vos receber e os de sua irmã para não me afastar um instante de vós.

Quem me dera os desejos e afetos da Santíssima Virgem, para vos amar e servir! Quem me dera a grandeza dos Céus, a pureza dos Anjos e o amor ardente dos Serafins! Quem me dera todas as virtudes para receber-Vos, Senhor, quando viésseis à minha morada: ó quão ditoso seria eu, se recebesse em graça o autor da minha vida, e assim, O conservasse na minha alma! Quão rico me consideraria se O recebesse em graça e com pureza!

Vinde a mim, Senhor, e acreditai que, se eu pudesse, nunca mais vos deixaria sair do meu coração. Ó Mãe Santíssima, alcançai-me este bem de vosso amado Filho.

Como o cervo sequioso suspira pelas águas da nascente, assim a minha alma suspira por vós, ó meu Deus! Eu, Senhor, vos desejo, vos peço e vos quero.

Como o Sagrado Pão, minha alma. E grande benefício tirarás desse alimento.

ATO DE CARIDADE.

Senhor, Vós sois infinitamente amável, sois meu pai, meu Redentor, meu Deus; e por isso vos amo de todo o meu coração e sobre todas as coisas, e, por amor de Vós, amo a meu próximo como a mim mesmo, e de boa vontade perdoo aos que me têm ofendido.

ATO DE CONTRIÇÃO.

Senhor, detesto todos os meus pecados porque eles me tornam indigno de receber-vos no meu coração, e proponho, com a vossa graça, nunca mais os cometer, evitar as ocasiões de pecar e fazer penitência.

ORAÇÃO PARA ANTES DA COMUNHÃO.


Venho a vós, dulcíssimo redentor, e desejo receber-Vos em minha alma com a mesma ânsia com que o cervo sedento apetece o veio da água. 

Eu não sou digno de Vós, porém vosso amor supre o que falta à minha miséria.

Tremo, Senhor, tremo e me confundo quando considero a imensidade da vossa Grandeza e o meu próprio nada; porém, esta mesma consideração me obriga a desejar que entreis em minha alma, porque só vós podeis comunicar-lhe a verdadeira vida. 

Por isso, atrevo-me a acercar-me da Sagrada Mesa, na qual se dá a comer vosso Santíssimo Corpo, único alimento que pode encher de alegria o meu coração. Entrai, Senhor, em minha alma; seja vosso Sacratíssimo Corpo, o pão dos anjos, que me proporcione a vida eterna. 

Quando o sacerdote disser: "Ecce Agnus Dei!" Reze:

Eu vos adoro, ó Hóstia Sacrossanta, pão vivo e alimento dos anjos. Eu vos adoro Salvador meu; creio, espero em vós e amo-vos.

Ao "Domine non sum dignus":

Senhor, não sou digno de receber-vos; mas, basta uma palavra vossa para que minha alma se purifique e mereça esta indizível graça.

AÇÃO DE GRAÇAS PARA DEPOIS DA
SAGRADA COMUNHÃO.


Graças vos dou, Senhor, pelo bem infinito  que acabais de conceder-me! Não sou, na minha vileza, digno de cantar os vossos louvores e dar infinitas ações de graças, porém, Senhor, não deixarei de pensar dia e noite no incomparável dom que me haveis concedido, ó meu Jesus, e rogai a todos os seres do Universo e aos espíritos que cercam vosso trono de glória que, sem cessar, cantem louvores perenes ao seu Criador, e tributem incessantes graças a vossa Bondade e inefável amor, ó meu Deus!

Exulta de alegria, meu espírito, enche-te de júbilo, meu coração; veio a ti o Deus Salvador. O Deus de tremenda Majestade veio a ti, manso como um cordeiro, meigo como uma pomba. Aquele que, por sua grandeza e imensidade, não cabe nos céus nem na terra, fez de ti, pobre coração meu, a sua morada e o templo de sua Majestade infinita.

Ó meu Deus! Não abandoneis jamais esta habitação! Santifique-a a vossa presença adorável; ilustrem-na as puríssimas chamas de vosso amor.


ATO DE FÉ.

Senhor meu, Jesus Christo, eu creio que estais verdadeiramente em meu coração com vosso Corpo, Sangue, Alma e Divindade, e o creio mais firmemente do que se o visse com meus próprios olhos.

ATO DE ADORAÇÃO.

Ó meu Deus, eu Vos adoro presente dentro em meu coração, e me uno a Maria Santíssima, aos Anjos e aos Santos para vos adorar como mereceis.

ATO DE AGRADECIMENTO.

Ó Jesus, Senhor meu, eu Vos agradeço de todo o coração por terdes querido vir habitar na minha alma. Virgem Santíssima, Anjo de minha guarda, e vós todos, Anjos e Santos do céu, agradecei a Jesus por mim.

ATO DE CARIDADE.

Ó Jesus, meu Deus e meu Senhor, eu vos amo de todo o meu coração e desejo amar-Vos quanto mereceis; fazei que eu Vos ame sobre todas as coisas agora e por toda a eternidade.
Acrescenta a oração:

Alma de Christo, santificai-me.
Corpo de Christo, salvai-me.
Sangue de Christo, inebriai-me.
Água do lado de Christo, purificai-me.
Ó Bom Jesus, escutai-me.
Dentro de vossas chagas, escondei-me.
Não permitais que eu de Vós me aparte.
Do inimigo maligno, defendei-me.
Na hora da morte, chamai-me.
E mandai-me ir para Vós.
Para que com vossos santos vos louve por todos os séculos dos séculos. Amém.

OBLAÇÃO DE SI PRÓPRIO.

Aceitai, Senhor, em vossos mãos, toda a minha memória, inteligência e vontade. Tudo o que tenho e possuo, fostes Vós, Senhor, que mo deu. Eu vô-Lo entrego, Senhor, sem reserva alguma, para que a vossa vontade de tudo disponha. Dai-me somente o vossos amor e a vossa graça, e serei bastante rico: não vos peço outra coisa.

ORAÇÃO A NOSSA SENHORA.

Ó Virgem Santíssima; como é, de algum, de vós que acabo de receber tão inefável bem, pois que o Corpo adorável do meu Salvador é o fruto do vosso ventre, e o seu Sangue foi tirado de vossos veias; quero, Mãe carinhosa,manifestar-vos o meu reconhecimento e dedicar-me para sempre ao vosso serviço. Recebei, pois, ó Mãe de misericórdia, a oferta que de mim vos faço, e guardai-me, daqui em diante, como cousa que vos pertence. Acolhei-me debaixo da vossa proteção, interessai-vos em tudo o que me diz respeito, defendei-me contra os meus inimigos, e vai-me por vossa intercessão. 

Já que vosso Filho concedeu-me a graça de recebê-Lo, rogo-vos que não vos separeis de mim, e eme reconheçais como filho vosso para que Jesus me aceite no número de seus irmãos e me faça participar, algum dia, da glória eterna. Amém.


ORAÇÃO PARA SE REZAR DIANTE DA IMAGEM DE
JESUS CRUCIFICADO.


Eis-me aqui, ó  Bom e Dulcíssimo Jesus! / De joelhos me prostro em vossa presença / e vos peço e suplico, / com todo fervor de minha alma, / que vos digneis gravar no meu coração / os mais vivos sentimentos de fé, esperança e caridade, / verdadeiro arrependimento de meus pecados; / e firme propósito de emenda, / enquanto por mim próprio considero / e em espírito contemplo com grande afeto e dor / as vossas cinco Chagas, / tendo presente as palavras / que já o Profeta Davi punha em vosso boca, ó Bom Jesus: / "Transpassaram minhas mãos e meus pés; / contaram todos os meus ossos".

Indulgência plenária para os que, tendo feito a Confissão e a Comunhão, recitarem esta oração diante de uma imagem do Crucificado, orando pelas necessidades da Santa Igreja, ao menos, um Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória ao Padre. O Papa Pio XI concedeu ainda uma indulgência de 10 anos, cada vez que se rezar de coração contrito esta oração. 19 de Janeiro de 1934.

FONTES: Atos para a Sagrada Comunhão: Livro "Guia ao Céus para Todas as Classes de Pessoas"

Oração diante de Jesus Crucificado: Livro "Manual do Cruzado e Cânticos da C.E.I."

Ambos os livros com Imprimatur. 








Nenhum comentário:

Postar um comentário