segunda-feira, 31 de agosto de 2015

O Pudor, segundo a Doutrina Católica.


No catecismo da Igreja Católica se lê:  “O pudor protege o mistério das pessoas e de seu amor. (...) O pudor é modéstia. Inspira o modo de vestir. Mantém o silêncio ou certa reserva quando se entrevê o risco de uma curiosidade malsã. O pudor,   por   exemplo,   protesta   contra   a   exploração   do   corpo humano em função de uma curiosidade doentia (como em certo tipo de publicidade), ou contra a solicitação de certos meios de comunicação em ir longe demais na revelação de confidências íntimas. O pudor inspira um modo de viver que permite resistir às solicitações da moda e à pressão das ideologias dominantes. (...) A permissividade dos costumes se apoia numa concepção errônea   da   liberdade   humana   (...)   Convém   exigir   dos responsáveis pela educação  que  dêem  à juventude  um  ensino respeitoso da verdade, das qualidades do coração e da dignidade moral e espiritual do homem.” (cf. CCC 2522, 2523, 2526).

O Catecismo   de  São  Pio   X   recordava,  com   sua   simplicidade   e clareza   habituais,   que   “o   Sexto   Mandamento   ordena-nos   que sejamos castos e modestos nas ações, nos olhares, no porte e nas palavras. O nono Mandamento ordena-nos que sejamos castos e puros,   ainda   mesmo   no   nosso   íntimo,   isto   é,   na   alma   e   no coração. (...). Para nos conservarmos castos, devemos evitar a ociosidade e os   maus   companheiros,   as   más   leituras,   a intemperança,  o  olhar  para figuras  indecentes,  os  espetáculos licenciosos, os bailes, as conversas e diversões perigosas, bem como   todas  as  demais   ocasiões   de  pecado”   (Catecismo,  428 430).

Uma vez as freiras de Foggia levaram as jovens do seu colégio para Padre  Pio,  que tinham  as saias muito  curtas. As freiras lhes fizeram abaixar as saias de modo que ficassem na altura dos joelhos, para que o padre não visse. Padre Pio passou, não cumprimentou nenhuma delas e nem mesmo as freiras, que foram muito más. Antes de sair o padre se voltou e disse: “Não se envergonham? Vão se vestir”. Para uma senhora que usava uma camisa com a manga curta (até o antebraço...) disse: “Serre os braços... porque você sofrerá menos fazendo isto do que se tiver   que   sofrer   no   Purgatório...   as   carnes   nuas   queimarão”.


Retirado do Livro: Modéstia e Pudor por Dom Leonardo Maria Pompei.

os braços... porque você sofrerá menos fazendo isto do que se
tiver que sofrer no Purgatório... as carnes nuas queimarão”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário