quinta-feira, 13 de agosto de 2015

XV. Falsas concepções a respeito da Igreja. Sua Indefectibilidade

Sua Indefectibilidade
        Indefectibilidade da Igreja, um dos seus atributos essenciais. Essa indefectibilidade é o corolário da promessa de Nosso Senhor a São Pedro ( Mt 16:18). "A Igreja instituída por Jesus Cristo foi feita para durar para sempre, pelo menos em seus atributos essenciais"( Abade A. Boulenger- La Doctrine Catholique)
    A alegação dos Carismáticos de que apesar do desaparecimento dos carismas por quase 2000 anos, eles são essenciais à missão da Igreja, é um assalto direto à 
            Essa doutrina garante apenas que a Igreja permanecerá para sempre, mas isso não  previne da destruição de grandes porções da Igreja. Mais ainda, isso deve ser considerado como algo não-essencial para o cumprimento de sua divina missão.
            A perpetuidade ( indefectibilidade) da Igreja resulta do fato dela ser uma religião definitiva a qual não pode renunciar à sua posição em favor de outra. De modo a cumprir sua divina missão (o que nos é garantido pela Revelação) é necessário que ela sobreviva em todos os elementos essenciais para o cumprimento dessa missão.
            Portanto, todo o aspecto da Igreja que não é constante e universal ( pelo menos de acordo com sua natureza) não é essencial para o cumprimento de sua missão. Os carismas são inequivocadamente, um desses aspectos, e portanto são não-essenciais para o cumprimento da missão da Igreja e nem protegidos pela sua indefectibilidade. De fato, a afirmação dos Carismáticos sobre a natureza essencial dos carismas, não deixa de ser um duro golpe no verdadeiro princípio da indefectibilidade, pois se um elemento essencial para a perpetuação da Igreja desapareceu por quase 2000 anos, isso significa apenas que a promessa de Nosso Senhor foi uma mentira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário