sábado, 5 de setembro de 2015

Maria, escada da perfeição - Pe Julio Maria

    Somos chamados a perfeição... E esta ascenção para Deus é uma tarefa grandiosa e sobre-humana.
    Conta-se nas crônicas de São Francisco que um dia o Patriarca foi transportado em êxtase e viu elevarem-se diante de si duas escadas, apoiadas sobre a terra, e cuja extremidade tocava o céu.
    Uma era vermelha, e em seu cume estava Nosso Senhor, convidando com o olhar e com o gesto a subir até a Ele; a outra era branca e em seu vértice estava a doce e amável Virgem Maria.
    Enquanto o santo admirava a bondade e condescendência do Salvador e de sua Mãe, vê chegar um grande número de seus filhos, que experimentavam subir a escada vermelha.
    Alguns subiam até no meio, com uma intrepidez infatigável; porém, chegados ali, caíam por terra.
    Outros subiam somente alguns degraus, e depois caiam por terra.
    Desolado a esta vista, São Francisco dirige-se ao Salvador e, com lágrimas nos olhos, suplicava-lhe que tenha piedade de seus filhos, indicando-lhes o meio de chegar até o céu.

    Então o Salvador indicou-lhe a escada branca, dizendo-lhe que por lá subissem todos os que desejavam chegar até Ele.
    Os filhos do patriarca experimentaram,e  subiram sem obstáculos, enquanto que lá do alto a doce Virgem os encorajava com o seu sorriso e lhes estendia a mão.
    Lançaram-se então entre os braços de Maria, que os conduziu triunfalmente ao seu divino Filho.
    Este fato é um perfeito resumo do Ad Jesum per Mariam.
    Deus quer que vamos todos a Ele pelo mesmo caminho que Ele escolheu, para, por ele, descer até nós, e este caminho que todos o conhecem - é Maria.

    Em vão faremos esforços... Em vão marcharemos a largos passos, se não estivermos no caminho verdadeiro. E em vez de nos aproximarmos do fim, cada passo afastar-nos-a dele, forçando-nos a desvios cada vez mais longos.
    É por não compreenderem bastante o que dissemos que tantas almas ardentes e generosas, depois de anos de esforços e de lutas, são obrigadas a confessar que nada, nada fizeram... Que estão sempre no mesmo ponto....
    Nesta confissão há, sem dúvida, humildade que se ignora, mas também quanta verdade... É mais ou menos a história de cada um de nós...
    E qual é a causa de tudo isto?
    Diz o Padre Faber que é porque Maria se afastou destas almas... Porque não subiram pela boa estranha, e dai provêm as dificuldades de ascensão.
    Não se consegue chegar até Jesus Cristo, porque não se procura passar por Maria!
    Não amamos o Salvador porque somos demais insensíveis para a sua Santíssima Mãe!
    Ah! Se Maria fosse mais conhecida, como seria mais admirável a nossa fé, e quão diferentes seriam as nossas comunhões! Ah! Se Maria fosse conhecida, como seríamos mais felizes e mais santos, e como nos tornaríamos imagens vivas de Nosso Senhor e Salvador, seu querido e divino Filho.
    Digamos, portanto, com audácia, repetindo o que disseram os santos.
    Maria é necessária aos homens para alcançarem o seu fim, como é necessária a Deus, necessidade esta que se chama hipotética, isto é, em consequência da vontade de Deus. Mas se ela é moralmente necessária, para operar a nossa salvação, pode-se assegurar, diz Sato Afonso de Ligório, que ela é absolutamente necessária para alcançar a salvação.
    "Eu não creio, diz a respeito o vem-aventurado de Montfort, que uma pessoa possa adquirir uma união íntima com Nosso Senhor e uma perfeita fidelidade ao Espírito Santo, sem uma grande união com a Santíssima Virgem, e uma perfeita dependência de seus socorro.
     "Somente Maria achou graça diante de Deus sem auxílio de nenhuma outra criatura pura. E somente por ela acharam-na todos os que vieram após ela, e é por ela que hão de achá-la todas as demais criaturas.
    "Maria estava cheia de graça quando foi saudada pelo arcanjo Gabriel, e ela foi superabundantemente repleta de graça pelo Espírito Santo, quando Ele a cobriu com a sua sombra inefável; e ela aumentou de tal modo esta dupla plenitude, que chegou a um ponto de graça imenso e inconcebível, e de tal forma que o Altíssimo fez dela a única tesoureira e a única dispensadora de suas graças, para enobrecer, elevar e enriquecer a quem lhe apraz, para faze-lo entrar na via estreita do céu e para faze-lo passar, apesar de tudo, pela porta estreita da vida, dando-lhe assim o trono, o cetro e a coroa de Rei."


Retirado do Livro: Porque Amo Maria por Padre Julio Maria

Nenhum comentário:

Postar um comentário