terça-feira, 8 de setembro de 2015

Se abraça os desprezos com alegria, tenho por certo que se santificará - Santo Afonso de Ligório

Nosso Senhor apareceu um dia a S. João da Cruz, coroado de espinhos e com a cruz às costas, e, neste estado, disse-lhe: Pede-me o que quiseres. O Santo respondeu: Senhor, dai-me a graça de padecer e ser desprezado por amor de vós. Como se tivesse querido dizer: Senhor, vendo-vos assim maltratado e desprezado por meu amor, que outra coisa posso pedir-vos, senão dores e desprezos? — 
Disse Deus a B. Ângela de Foligno que o sinal para se conhecer que as ilustrações recebidas por uma alma são verdadeiramente suas é ver que, depois destas, a alma fica abrasada de grande desejo de ser humilhada por seu amor.

Quando uma jovem está para entrar em algum mosteiro e para consagrar-se a Jesus Cristo, eu costumo recomendar-lhe especialmente estas duas coisas, isto é, a obediência e a tolerância dos desprezos. 
Me parece impossível que, sem isto, uma religiosa possa adiantar-se na perfeição. Se, ao contrário, ela abraça os desprezos com alegria, eu tenho por certo que se santificará. A religiosa humilde de coração, como é a que estima ver-se desprezada, torna-se o coração de Jesus Cristo, dizia S. Paulino. —  Portanto, minha irmã, se quereis chegar à santidade, tende por certo que devereis ser muito humilhada e desprezada.

Retirado do Livro: A Verdadeira Esposa de Cristo, por Santo Afonso de Ligório.

Nenhum comentário:

Postar um comentário