domingo, 4 de outubro de 2015

A nossa Igreja, não será vermelha! - 1º Cruzada Católica Contra o Comunismo, São Paulo.

   
1º Cruzada Católica contra o Comunismo começou hoje, na praça da Sé, Capital de SP.

   É visível que não somos um blog com o intuito de transmitir as notícias, principalmente pelo fato de que dificilmente conseguimos saber a verdade inteira, seja pela mídia controladora, seja pelos favoritismos pessoais de quem transmite. Nossa intenção sempre foi a de Evangelizar através da tradição, parafraseando um autor que não me recordo, "antigamente tínhamos que catequizar para batizar, hoje em dia, temos que catequizar os batizados."
    Porém, me pareceu injusto deixar de noticiar algo tão animador, que foi a primeira Cruzada Católica Contra o Comunismo, aconteceu há algumas horas atrás, na frente da Catedral da Sé, no centro de SP.
    Os fiéis não escondiam sua indignação pela situação atual da Arquidiocese de São Paulo, a omissão do Arcebispo Dom Odilo frente a TL, que cada vez mais ganha espaço, ocupando nossas belíssimas e históricas catedrais e dioceses com suas heresias e o odor diabólico de Marx. Ainda lembrando que o porta voz de Dom Odilo é petista roxo, segue abaixo as fotos do mesmo, com Lula e Marta Suplicy, e ainda fazendo campanha política a favor do Partido dos "Trabalhadores".
Porta-Voz de Dom Odilo.
   Dom Odilo apoiou a Reforma Política, que já sabemos o que realmente era, aquele papel que parecia uma ovelha, mas era um lobo faminto por atrás, e além do que, emitiu uma nota de repúdio a Olavo de Carvalho. (Não que o blog apoie o mesmo, sabemos de suas palavras desonestas que ferem os ouvidos).
    Como se não bastasse, logo após o escândalo causado pelas blasfêmias que os LGBT fizeram na Parada Gay, onde milhões de cristãos assistiram indignados o desrespeito ao Nosso Senhor, a nossa fé, a nossa Cruz, a nossa religião, o exmo. Dom Odilo fez um comentário memorável a respeito do assunto. Ele conseguiu algo que eu julgava ser impossível, foi tão imparcial em seu comentário, mas tão imparcial, que os LGBT poderiam ler satisfeitos e os católicos não encontravam nada de ofensivo, apenas sua omissão vergonhosa.
    Ora, se nós, meros mortais sujeitos ao pecado,que amamos a Deus imperfeitamente, ficamos extremamente indignados, imaginem Nossa Senhora, que ama a Deus perfeitamente, toda pura, o quanto não derramou lágrimas no céu de dor por ver seu Filho mais uma vez escarrado na Cruz.

    Mas estamos aqui hoje, para animar o povo, coragem! O mundo gira, mas a Cruz de Cristo permanece, diz um monge capuchinho. A nossa cruz permanece, a nossa fé permanece, os nossos valores permanecem, o pecado continua sendo pecado, não importa o quanto esteja banalizado, o erro permanece sendo errado, não importa o quanto todos façam, e o inferno permanece sendo inferno, não importa quantas almas já estão lá.
    O mundo pode se tornar comunista, (na verdade, falta pouco) mas o comunismo sempre será o maior inimigo da Igreja, e sempre estará ex-comungado automaticamente quem favorecer e aderir a tal seita abominável. Os Bispos podem se tornarem comunistas, os Padres, os leigos, o Papa, mas a verdade não muda com o tempo e nunca mudará. Essa é a nossa Igreja, a Única, Santa, Católica e Apostólica, que não deseja agradar o mundo e afanar as pessoas, deseja agradar a Cristo e consolar a Cristo, todo o resto é segundo plano.
    Lembrando agora de quantas vezes comunistas, marxistas, membros de LGBT e tantas outras seitas que são inimigas da Igreja, quantas vezes esses mesmos inimigos precisaram se instalar em um hospital da Igreja, precisaram colocar o filho em alguma escola que a Igreja banca, precisaram do apoio de alguma pastoral. A Igreja nunca negou ajuda a nenhum de seus filhos, mesmo que sejam, como diz Santo Agostinho "membros amputados." A Igreja é intolerante nos valores, porque crê, mas é tolerante na prática porque ama. A verdade não muda, mas os que erram são socorridos por nós, até para o herege Lutero, foi dado a chance de se reconciliar, se assim quisesse. Mas os inimigos da Igreja são tolerantes nos valores, porque não creem. Nada é pecado, tudo é bom. E são intolerantes com a Igreja porque não amam. Quantas vezes somos acusados de "coxinha, homofóbico, retrógrado."
    Como diz Dom Antonio de Castro Mayer "Amar os pobres não é odiar os ricos." A Igreja é a maior instituição caritativa do mundo, e nem por isso faz acepção de pessoas, como a seita comunista, que favorece os mais pobres com a ilusão de que são pobres porque os ricos existem, tecendo uma guerra de classes em que todos saem perdendo. Os ricos porque são massacrados por impostos que tem pagar, por serem donos de empresas, os pobres porque os ricos não aguentam sustentar tantos impostos para os empregados, e acabam diminuindo o número de empregados, deixando a classe operária nas ruas. Todos saem perdendo. Ora, mas se todos perdem, quem é que ganha? Pra onde vai tanto dinheiro? Vai para o jatinho dos deputados socialistas, para as mesas de caviar deles, para os celulares da Aplle deles. Ou seja, o comunismo é tão bom, que os partidos comunistas vivem o capitalismo roubando MILHÕES e gastando com seu próprio umbigo. Viva o comunismo, para o povo, e viva o capitalismo para o governo comunista!
    É tanta falta de lógica, que somente alguém alienado desde o berçário para aceitar tal condição. E é para isto que existe o MEC, para educar nossas crianças a permanecerem elegendo essa corja nojenta, e garantir o sustento desse movimento demoníaco no Brasil.

    "A nossa Igreja, não será vermelha" gritamos hoje na frente da Catedral, e é bem verdade. A nossa Igreja NUNCA será vermelha, porque os vermelhos são ex-comungados, membros amputados do Corpo de Cristo, que fora do Corpo, faz o que um membro amputado faz, apodrece miseravelmente espalhando fedor e constrangendo a todos ao redor.

Um comentário:

  1. Parabéns por falar a verdade,no que esta acontecendo no Brasil essa maldida teologia da libertação que assombra a igreja católica no Brasil.

    ResponderExcluir