quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Pai e Esposo digníssimo, São José



Dos textos bíblicos que falam de José (Mt 1, 18-24; 2, 13-23; Lc 1-2; 4,22), tiramos dados importantes. Reconstruiu-se a imagem de São José como esposo fiel de Maria, pai adotivo de Jesus, honrado artesão e operário que vivia de seu trabalho:

Humilde trabalhador, era mais de ação do que de palavras. Todos o conheciam, devido à sua honestidade de homem justo: "Não é ele (Jesus), o filho do carpinteiro?" (Mt 13, 55). Para salvar a vida do Menino, foge com ele e sua Mãe para o Egito (Mt 2, 13-23). Quando Jesus fica no templo, angustia-se à sua procura (Lc 2, 48).

Homem de fé confiante, obedeceu a Deus em tudo. Respeitador da Lei, todos os anos levava a família a Jerusalém, para a celebração da Páscoa, algo que não era fácil para um simples trabalhador. Por ocasião do recenseamento, foi com Maria para Belém, mesmo prevendo que Jesus estava para nascer (Lc 2,4-5).
Quando o Anjo o alertou que Herodes queria matar o Menino, imediatamente deixou tudo e, com sua jovem Esposa e o Menino, fugiu para um país desconhecido. No Egito, aguardou a ordem do Anjo para retornar a seu país ( Mt 2, 13-23 ).

Era uma pessoa pobre
, embora da linhagem de Davi! - Quando levou Jesus ao Templo, ofereceu o sacrifício de um par de rolas ou dois pombinhos, o que era permitido apenas àqueles que não tinham condições de comprar um cordeiro! (Lc 2, 24 ).
TÍTULOS E PADROADOS

Permaneceu na penumbra durante muito tempo. Em parte porque ele mesmo quis. Em parte também porque se exaltou a figura de Jesus e Maria. 
 
- Pio IX o declarou Patrono da Igreja Universal.
- Pio XII instituiu a Festa de São José Operário que se celebra dia 1º de maio.
- João XXIII acrescentou seu nome ao Cânon da Missa (1962).
- É ainda, além de patrono da Igreja, padroeiro dos operários, protetor e modelo das virtudes do lar, dos tesoureiros, dos procuradores, dos trabalhadores em geral.
- Padroeiro dos seminários e centros de formação religiosa, dos conventos de religiosas. 
- É figurado no Antigo Testamento na pessoa de José do Egito, o vice rei e administrador do Egito no tempo da carestia. “Ide a José” nos momentos de precisão...
- Padroeiro da boa morte, a tradição nos fala que morreu assistido por Jesus e Maria. 

Sua grandeza reside na grande missão que recebeu de Deus: Ocultar o Menino Jesus diante da cobiça dos malvados. Em sua pobreza e simplicidade, ninguém desconfiaria que ele guardava esse tesouro inapreciavel. Protegeu Jesus e sua Mãe de comentários falsos e fofocas. Protegeu-o e ensinou-lhe seu ofício de carpinteiro... 

Como honrar e cultuar São José 

- As quartas feiras da semana são dedicadas a ele...
- Devoções diversas: Novenas... ladainhas... terço de São José... As sete dores de José.. O cordão de São José...
- Festas...
- Imitar suas virtudes... 

 Fonte: Escravas de Maria

Nenhum comentário:

Postar um comentário