quinta-feira, 14 de julho de 2016

A REALIDADE DO PURGATÓRIO - I

‘Leia-me ou lamenta-o’, Direcionado com urgência às almas (O PURGATÓRIO)

RARAMENTE [AS PESSOAS] PENSAM NELES [QUE SOFREM NO PURGATÓRIO]! ENTRETANTO ESTÃO GOZANDO A PLENITUDE DA SAÚDE E A FELICIDADE, OCUPADOS EM SEUS TRABALHOS; DIVERTINDO-SE, ENQUANTO AS POBRES ALMAS SOFREM INENARRÁVEIS AGONIAS EM SEUS LEITOS DE CHAMAS.

Reproduzido pelo Escrito do Padre O' Sulivan, com aprovação de Sua Eminência o Cardeal de Lisboa - Palácio Cardinalício.
É nosso mais caro desejo que cada católico lesse este livro e que o comunicasse por todas as partes, tanto como lhe seja possível.

Prefácio: "Leia-me ou lamenta-o"
O titulo é algo alarmante. Assim, estimado leitor, se tu lês este pequeno livro, tu verás por ti mesmo quão merecido é.
O livro nos conta como salvar a nós mesmos e a outros de um sofrimento inenarrável.


Alguns livros são bons e alguns outros podem ser de proveito. Outros são melhores e devem ser lidos sem falta.
Há, sem dúvida, livros de tão excelente mérito por razão de seus conselhos, a convicção que acarretam e a ação urgente a que nos impulsionam.
"Leia-me ou lamenta-o" pertence a essa classe de livros.

É para teu maior interesse, estimado amigo, que o leias e releias, para ponderá-lo bem e profundamente em seus conteúdos.
Nunca te arrependerás disto, pelo contrario, grande e amargo será teu arrependimento se tu deixas de estudá-lo em suas substanciosas páginas.

Auxílio, Auxílio, sofremos muito!
Nunca chegaremos a compreender suficientemente de modo claro como uma esmola, pequena ou grande, dada em favor das almas sofredoras, é dada diretamente a Deus.
Que a aceita e recorda como se a houvessem dado diretamente a Ele. Assim, tudo o que façamos por elas, Deus o aceita como feito para Ele. É como se O aliviássemos ou liberássemos a Ele mesmo do Purgatório.
E de que maneira nos pagará!
Não há maior sede, pobreza, necessidade, pena, dor, sofrimento que se compare aos das Almas do Purgatório, portanto não há esmolas mais merecidas, nem mais agradáveis a Deus, nem mérito mais alto para nós, do que rezar, pedir celebrações de Missas, e dar esmolas em favor das pobres Santas Almas.
É muito possível que alguns de nossos mais próximos e queridos parentes estejam, todavia sofrendo as purificantes penas do Purgatório e lamentando entre lastimosos gemidos para que os ajudemos e aliviemos.
Não é terrível que sejamos tão duros que não possamos pensar neles, nem tampouco possamos ser tão cruéis que deliberadamente os esqueçamos?
Pelo amor de Cristo, façamos tudo, mas tudo, o que pudermos por elas.
Muitos dependem de suas orações.
É INCOMPREENSÍVEL COMO TANTOS CRISTÃOS, AINDA AQUELES QUE DE UMA OU OUTRA FORMA SÃO DEVOTOS, VERGONHOSAMENTE DESATENDEM AS ALMAS DO PURGATÓRIO.
PARECERÁ QUE NÃO CREEM. CERTAMENTE É QUE SUAS IDEIAS ACERCA DELE SÃO MUITO DIFUSAS.
DIAS E SEMANAS E MESES PASSAM SEM QUE ELES RECEBAM UMA MISSA DITA POR ELAS! RARAMENTE TAMBÉM, OUVEM MISSA POR ELES, RARAMENTE REZAM POR ELES, RARAMENTE PENSAM NELES! ENTRETANTO ESTÃO GOZANDO A PLENITUDE DA SAÚDE E A FELICIDADE, OCUPADOS EM SEUS TRABALHOS; DIVERTINDO-SE, ENQUANTO AS POBRES ALMAS SOFREM INENARRÁVEIS AGONIAS EM SEUS LEITOS DE CHAMAS.
QUAL É A CAUSA DESTA HORRÍVEL INSENSIBILIDADE? IGNORÂNCIA: INEXPLICÁVEL IGNORÂNCIA.

"SERIA PREFERÍVEL SOFRER TODOS OS POSSÍVEIS TORMENTOS NA TERRA ATÉ O DIA FINAL QUE PASSAR UM SÓ DIA NO PURGATÓRIO". (SÃO CIRILO DE ALEXANDRIA)
As pessoas não se dão conta do que é o Purgatório.
Não concebem as espantosas penas, nem tem ideia dos largos anos que as almas são retidas nessas horríveis chamas.
Como resultado, as pessoas fazem pouco ou nada para evitar a si mesmos o Purgatório, e ainda pior, cruelmente ignoram as pobres almas que já estão ali e que dependem inteiramente deles para ser auxiliadas.
Estimado leitor, lê atentamente esta pequena postagem com cuidado e irá bendizer o dia que caiu em tuas mãos.

O PURGATÓRIO É UMA PRISÃO DE FOGO NA QUAL QUASE TODAS AS ALMAS SALVAS SÃO SUBMERSAS DEPOIS DA MORTE E NA QUAL SOFREM AS MAIS INTENSAS PENAS.
Aqui está o que os maiores doutores da igreja nos dizem acerca do Purgatório:
SANTO TOMÁS AQUINO, O PRÍNCIPE DOS TEÓLOGOS, DISSE QUE O FOGO DO PURGATÓRIO É IGUAL EM INTENSIDADE AO FOGO DO INFERNO, E QUE O MÍNIMO CONTATO COM ELE É MAIS ATERRADOR QUE TODOS OS SOFRIMENTOS POSSÍVEIS DESTA TERRA! SANTO AGOSTINHO, O MAIOR DE TODOS OS SANTOS DOUTORES, ENSINA QUE PARA SEREM PURIFICADAS DE SUAS FALTAS ANTES DE SEREM ACEITAS NO CÉU, AS ALMAS DEPOIS DE MORTAS SÃO SUJEITAS A UM FOGO MAIS PENETRANTE E MAIS TERRÍVEL DO QUE NENHUM QUE SE POSSA VER; SENTIR OU CONCEBER NESTA VIDA.
AINDA QUE ESTE FOGO ESTEJA DESTINADO A LIMPAR E PURIFICAR A ALMA, DISSE O SANTO DOUTOR, AINDA É MAIS AGUDO QUE QUALQUER COISA QUE POSSAMOS RESISTIR NA TERRA.
SÃO CIRILO DE ALEXANDRIA NÃO DUVIDA EM DIZER QUE "SERIA PREFERÍVEL SOFRER TODOS OS POSSÍVEIS TORMENTOS NA TERRA ATÉ O DIA FINAL QUE PASSAR UM SÓ DIA NO PURGATÓRIO".
OUTRO GRANDE SANTO DISSE: "NOSSO FOGO, EM COMPARAÇÃO COM O FOGO DO PURGATÓRIO, É UMA BRISA FRESCA".


[CONTINUA]

Nenhum comentário:

Postar um comentário